5 coisas que aprendi assistindo ‘Keeping Up W/ The Kardashians’ (#BEDA17)

Aposto que depois de ler o título do post você bateu a língua nos dentes fazendo sinal de negativo com a cabeça e pensou: como alguém em sã consciência aprendeu algo com aquele reality apelativo e destrambelhado?
Eu te digo como: em GIFS!

1
Não tente resolver os problemas do mundo.
Todo mundo é muita gente, né?! Mas parece que mesmo sabendo disso, temos a mania de colocar nossa felicidade sob a perspectiva dos outros, e isso geralmente faz com que tentemos resolver os problemas de todos, para sermos felizes em ‘conjuntinho’.
O que aprendemos com Khloé? Migs, pare, fica quietinha e espera a vontade de ‘consertar’ tudo (inclusive pessoas), passar.

2
Cada um tem sua opinião.
Aham, é isso mesmo, mores: a verdade nua e crua é que cada tem uma opinião, e muitas vezes não adianta querer mudar a opinião do amiguinho do lado porque não vai rolar, então… O que aprendemos com Khloé? Tente simplesmente NÃO SE IMPORTAR!

3
Você PRECISA relaxar.
Precisa sim! E esse conselho aprendi pra vida! Desde aquela pessoa que te irrita no trabalho, até brigar com a primeira pessoa que aparece pra te dar ‘bom dia‘, e você tem vontade de responder: BOM DIA PRA QUEM?! O que aprendemos com Khloé? GIF auto-explicativo.

4
Tá tudo bem em não querer lidar com coisas indesejadas.
Pode não lidar com escrotices? Com dramas familiares? Problemas amorosos? Um trabalho que te deixa mal ou um chefe que te deixa na merda? Com um cabelo que precisa cortar ou com algum ~shady~ online?
Tá liberado, miga. Não precisa lidar não.
O que aprendemos com Khloé? Pelo menos não enquanto VOCÊ não quiser.

5
Também tá tudo bem se não fizer ideia do que tá fazendo.
Tá tudo bem também, gente!
Pode ficar perdidx e não ter ideia do que quer fazer da vida aos 20 e poucos anos, pode não saber se é ‘biscoito ou bolacha’, pode ficar inseguro, pode querer fazer arquitetura e viajar o mundo todo e ter um relacionamento estável e depender da família e desistir da arquitetura e só querer conhecer o Katmandu.
Pode ser o que quiser, quando quiser e pode ter dúvidas e mudar tudo sim!
O que aprendemos com Kim? Na maioria das vezes não temos mesmo a menor ideia do que estamos fazendo.

*

Espero que vocês também levem essas dicas tão úteis e que parecem bobas, mas fazem a diferença, pra vida!
Beijos♥

Anúncios

9 comentários sobre “5 coisas que aprendi assistindo ‘Keeping Up W/ The Kardashians’ (#BEDA17)

  1. “I have no idea what im doing” hahaha bem isso.
    Adoro assistir kwutk (nem sei se é assim que abrevia hahah) porque além de rir bastante eu vejo como elas estão de boas com as coisas e não ficam se martirizando por causa de pequenos erros. \o/ isso ai girls!!!

    Curtido por 1 pessoa

  2. Muito legais esses ensinamentos. Parecem óbvios, mas as vezes a gente precisa é do óbvio mesmo porque ele nos escapa…

    Eu nunca assisti Keep Up with the Kardashians e nunca tive vontade. Nada contra, mas não me sinto nessa fase de acompanhar esse tipo de programa no momento. (já vi outros do tipo). Tomei conhecimento da família porque ouvi falar de Kim – e basicamente ignorei – e depois porque descobri que a Kendall era best friend da Cara e eu dou atenção a basicamente tudo que envolve a Cara (pode rir, haha). Depois de tudo isso, vi as questões de Bruce/Caitlyn – e coloquei assim porque soube de tudo antes da transformação e não por desrespeitá-la. E ai, passei a prestar ainda mais atenção.

    Eu sei que não tem nada a ver com o post, mas viu como Caitlyn foi criticada por querer ser a voz dos trans sem saber realmente pelo que eles passam na vida? Eu queria ver I am Cait porque acho que pode render um debate interessante. Não sei das dores que ela viveu enquanto presa num corpo (e etc) que não desejava, mas talvez o mundo tenha aceitado melhor sua transformação justamente por ela ser quem ela é. Pode estar nas mãos dela conseguir facilitar ou não o caminho para os demais.

    #ReflexõesDaLari rs

    Beijos :*

    Curtir

    • QUE COMENTÁRIO MARAVILHOSO (mais uma vez! Aliás, amo quando você comenta!).
      Meu conselho é assista uma vez, Lari, de verdade.. As pessoas fazem uma imagem muito superficial da família, mas no fundo, quando você acaba assistindo se identifica, sabe?! Foi mais ou menos o que eu quis passar no post..
      Sobre Caitlyn, é incrível o ‘I am Cait’, eu tenho acompanhado e tenho me emocionado e, mesmo sendo uma realidade totalmente diferente da minha, muitas das experiencias que ela expõe, fazem a gente pensar em coisas que já vivemos, sabe?!
      Fiquei feliz de ter certeza que você é essa pessoa incrível e iluminada com uma opinião tão positiva!! Beijos!♥

      Curtido por 1 pessoa

      • Gente, quanto amor nessa troca de comentários, né?! Olha, se eu fiz seu dia mais feliz com o que escrevi, pode ter certeza de que você retribuiu o favor :)

        Ainda não sei se vou conseguir ver a série da família (não gosto muito de ver apenas pedaços), mas I am Cait eu ainda pretendo ver mesmo!!

        Beijo <3

        Curtido por 1 pessoa

Conta pra mim o que você achou?!♥

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s