Links da Semana! #31

Os links dessa semana estão mais doces que doce de batata doce! Aliás, falando em comida, saiu no Guia do Hambúrguer os melhores lanches do ano de 2014.
Mas como pra ganhar o pão de cada dia, a gente precisa batalhar, acabei dando uma olhada nesse artigo que conta o por que das grandes empresas perderem seus melhores talentos,  e nesse aqui, que atenta para um assunto bem contemporâneo: a moda acompanhando a vida real.
Mudando da água pro vinho: Vocês assistiram o Globo de Ouro?! Senão, separei três links do melhor do melhor do que teve por lá. Lá no ‘Virou Tendência’, a Mainá falou do muso-engajado, Jared Leto e seu estilo♥,  as meninas do ‘A Gente Curte’ fizeram um apanhado de looks e makes e no Hugo Gloss, tem um resumão pra você ficar por dentro no assunto!

O Catraca Livre mostrou a diferença (em imagens) de solteiros x comprometidos e o Buzz Feed fez uma lista das músicas que irão completar 10 anos em 2015 (SDDS 15 anos!♥).
Numa vibe mais moderna, no Petiscos temos Liam Hemsworth pra ninguém botar defeito e no Ape 34 outra modernice: cabelos médios.

A Veja trouxe uma matéria sobre a morte do rock e quase numa contra-mão, a Capitolina falou sobre o feminismo de Valesca Popozuda (DIVA♥). Ainda sobre o feminismo, a Aline lá do Ficções da Aline Falek, fez um mini-manual (eu considerei fortemente) sobre o movimento e na semana, a gente conseguiu ver bombar esse vídeo cheio de garotinhos mostrando que o mundo é que, na maioria das vezes, distorce nossos conceitos.

Por último, pra adoçar sua terça-feira, tem a Meryl beijando MEU GATO AMOR DA VIDA Mark Ruffalo e a Bia te contando que MENOS É MAIS!

Anúncios

6 comentários sobre “Links da Semana! #31

  1. O por que das empresas perderem seus melhores talentos eu super recomendo! O vídeo dos garotinhos é a fofura dos últimos dias <3
    Vi outras coisas também, mas o que mais me chamou atenção foi o post de VEJA sobre a morte do rock. Não morreu e ponto final. rs

    Curtido por 1 pessoa

      • Ah, de certa forma sim…
        Surgiram algumas variações como o indie rock, misturado com blues e soul, por exemplo. Isso na gringa né, porque aqui no Brasil a situação é mais complicada… Mas, tudo isso tendo em vista apenas o que faz sucesso (que eu acho que são sempre coisas muito movidas pela legião de teens que amam pop). A cena underground ainda vive :)

        Curtido por 1 pessoa

Conta pra mim o que você achou?!♥

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s