Resenha: ‘Extraordinário’

Depois de muito falarem, decidi parar tudo o que estava fazendo e me render ao ‘Extraordinário’, da incrível R.J. Palacio e publicado pela Intríseca (que btw é uma editora do amô!).
extraordinario2
A sinopse diz: ‘August Pullman, o Auggie, nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso ele nunca frequentou uma escola de verdade… até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros.Narrado da perspectiva de Auggie e também de seus familiares e amigos, com momentos comoventes e outros descontraídos, Extraordinário consegue captar o impacto que um menino pode causar na vida e no comportamento de todos, família, amigos e comunidade – um impacto forte, comovente e, sem dúvida nenhuma, extraordinariamente positivo, que vai tocar todo tipo de leitor.’

Sabe quando você lê um livro e só encontra boas surpresas? Então.

O livro começou me surpreendendo por não ser narrado apenas por August, mas também por vários outros personagens, o que já é bacana porque mostra sempre a ponte entre uma passagem e outra de dois pontos de vista diferentes.
Outro ponto bacana, que me surpreendeu positivamente, foi a fluência do livro, eu o li em menos de uma semana. Além disso, esperava uma linguagem mais complexa, ainda mais por se tratar de um assunto delicado (uma criança deforme), mas o que encontrei foi um livro leve e engraçado, emocionante, daqueles que a gente sorri quando lê.
Os personagens são encantadores, e pode parecer loucura, mas as atmosfera do livro me lembrou vagamente ‘As Vantagens de Ser Invisível’. Achei August uma versão melhorada diferente de Charlie, porque embora as semelhanças sejam muitas (um menino perdido, com problemas, mas com um jeito muito peculiar e único de encarar a vida), August é ainda mais cativante. Além dele, gostei do destaque dado a sua irmã, a posição que ela ocupa e como se sente na mesma.
Outro personagem que seria impossível não citar, é o professor Brown que, embora não apareça muito, faz de sua participação no livro um pedaço especial de uma lição dessas que a gente leva pra vida toda.

De uma maneira geral, o ‘Extraordinário’ me cativou. Se eu pudesse defini-lo seria exatamente assim: um livro cativante. E digo mais: que deveria ser lido por TODAS as pessoas. Muito além do enredo, dos personagens e da história em si, o livro trás consigo várias sutis lições, dessas que ficam no fundo da nossa cabeça, sem que a gente perceba, martelando para sermos pessoas melhores.

Aqui você compra o livro físico e aqui consegue baixar em PDF.

Outra dica é o livro ‘365 Dias Extraordinários’, com os preceitos do Sr. Brown. (Se você não leu o livro PULE essa parte).
Dá pra comprar aqui!

Beijos e boa leitura!♥

Anúncios

6 comentários sobre “Resenha: ‘Extraordinário’

  1. Ando numa fase de ler livros… Algo que não fazia há algum tempo… Comecei em pleno verão… Mas lendo devagar, estou no terceiro livro dos comprados recentemente… Um eu até já postei um texto: https://cadeiranteemprimeirasviagens.wordpress.com/2015/02/15/porque-eu-gostei-de-a-menina-que-nao-sabia-ler-de-john-harding/

    Vou listar esse para uma próxima compra junto com o livro que inspirou o filme “Simplesmente Acontece”… Pode levar um tempo… Até lá…

    Valeu pela sugestão!

    Curtir

Conta pra mim o que você achou?!♥

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s